domingo, 30 de junho de 2013

QUANDO UMA MÚSICA TOCA A ALMA DE UMA CRIANÇA

Nietzsche certa vez disse que "temos a arte pra não morrer da verdade". Toda vez que a vida me mostra sua verdade mais dura, lembro disso e peço ajuda pra ela, a arte.  Sorte que tenho muitos amigos artistas que deixam a minha vida ainda mais iluminada. Numa dessas vezes, em uma das tantas internações hospitalares do meu querido rei Arthur (meu filho mais novo), ele estava inquieto, não queria dormir, desviava os olhinhos da linha média. Eu então comecei a colocar para ele ver todos os vídeos que eu tinha no meu netbook, assim ao menos ele teria um foco para visualizar. Videos vão, videos vem e um desses videos deixou ele muito calmo. Foram noites depois desse achado que o Arthur passou acordado, mas muito calmo. Lá se vai mais de dois anos desta foto, que tirei naquela internação hospitalar, em maio de 2011. 
Depois disso foram muitas e muitas noites em casa em que achávamos que o Tutuks estava com dor, mas que antes de medicá-lo, eu ligava o netbook e colocava o vídeo e tudo se acalmava. Comecei então a usar o vídeo para estimular posturas e o sustento cefálico, porque o baixinho sempre buscava com o olhar e tentava levar a mãozinha no net.  
 
Depois foram outras tantas internações hospitalares, muitas vezes em Unidade de Terapia Intensiva e a canção lá, ajudando a despertar do coma, ajudando a provocar o sorriso.  Hoje mais uma vez, o reizinho estava incomodado, mais uma vez hospitalizado. Quando já não sabia o que fazer para acalmá-lo, liguei o net e coloquei a canção. Não foram nem cinco minutos até que tudo começasse a se acomodar e ele se tranquilizasse.  
É impressionante o poder desta canção, o quanto o acalma, o quanto lhe traz foco, o quanto ele parece apropriar-se da situação sempre que a escuta. Não sei explicar, só sei que é assim, magicamente assim. Sou grata à esta canção, a seu compositor e à família dele, que por causa dessa história entrou arrebatadoramente nas nossas vidas. 
Você deve estar louco para saber que canção é essa, não é mesmo?!! Surpreendentemente não é o que chamam de música infantil (eu não gosto muito dessa divisão). Essa canção se chama "Faça desse drama", do queridão e talentosíssimo Vinícius Calderoni. A abaixo segue o vídeo e a letra da música. 
FAÇA DESSE DRAMA

Queira cara ou não queira
Junte agora a cara, jogue noves fora
Vida não é brisa, coma pela beira
Brasa mora agora
Deixa estar, vai passar


Queira cara ou não queira
Tome a saideira
Cara, beba agora
Pois demora hora, uma vida inteira
Para a vida leve
Revelar, relevar


Onde a curva do amor findar
Corte que não quer fechar
Ande onde a onda te levar
Se naufragou, faça desse drama sua hora
Faça disso a hora de recomeçar
Para conviver com a dor
Para a dor também saber passar
Se já passou, dê sorriso à cara
E vá embora


Queira cara ou não queira
Junte agora a cara, jogue noves fora
Vida não é brisa, coma pela beira
Brasa mora agora
Deixa estar, vai passar
Queira cara ou não queira
Tome a saideira
Cara, beba agora
Pois demora hora, uma vida inteira
Para a vida leve
Revelar, relevar


Onde a curva do amor findar
Corte que não quer fechar
Ande onde a onda te levar
Se naufragou, faça desse drama sua hora
Faça disso a hora de recomeçar
Para conviver com a dor
Para a dor também saber passar
Se já passou, dê sorriso à cara
E vá embora


E ao voltar a caminhar, só então poder ver
Queira cara, ou não queira
Que já dá pra levantar vôo...
Quem precisa acreditar no que o olho diz ver
Seja brasa, brisa ou beira
Só vai ser aonde quer for...

Um comentário: